Erva-Mate chega a Venâncio com uma centelha

Delegação chegou na manhã desta sexta-feira, 30, na sede da entidade e foi recebida pela patroa Patricia Padilha (Créditos: Alvaro Pegoraro)

Depois de percorrer cerca de 400 quilômetros a cavalo, em 13 dias, representantes do Centro de Tradição Gaúcha (CTG) Erva-Mate apearam em Venâncio Aires.

Eles realizaram a 38ª cavalgada em busca de uma centelha da Chama Crioula, acesa em Tenente Portela, na 20ª Região Tradicionalista (20ª RT), no dia 17 de agosto. O grupo chegou na sede da entidade, no Parque Municipal do Chimarrão, nesta sexta-feira, 30 de agosto.

A comitiva esteve coordenada por Décio Ellert, que já participa há cinco anos de cavalgadas, acompanhado por Charles Ribeiro e Rodrigo Schuh, o Digão. Composta por 14 integrantes, mais o pessoal de apoio, além do compromisso de retornar à Capital do Chimarrão com uma centelha, o grupo prestou homenagem a José Pedro Schuh, o Zé Schuh (in memoriam).

O reconhecimento se iniciou, nesta edição, àqueles que construíram a história das cavalgadas da entidade, e seguirá nos próximo anos.

“Uma trajetória que precisa ser aplaudida, reconhecida e mantida” destaca a editora da Folha do Mate, Letícia Wacholz, na página Mateando, na edição impressa deste sábado, 31 de agosto.

FUSÃ

As centelhas serão unificadas, a partir das demais cavalgadas, no dia 13 de setembro, no Parque do Chimarrão quando se iniciam os festejos farroupilhas, em Venâncio Aires, e seguem até o dia 20, com atividades no Parque Municipal do Chimarrão.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome