Lista com salários

Circula pelos grupos de WhatsApp uma lista com os nomes e salários do funcionalismo público de Venâncio Aires. A relação surpreendeu muita gente, por conta dos elevados valores recebidos por alguns servidores. A ‘chiadeira’ foi geral, pois a lista traz os vencimentos brutos, sem levar em consideração que o montante está ‘dobrado’ – em virtude do 13º salário – e não informa sobre deduções relacionadas a Imposto de Renda, fundo de previdência e outros descontos.

JARBAS E OS R$ 45 MIL

Um dos nomes que mais repercutiu foi o do médico e pré-candidato do PDT à Prefeitura, Jarbas da Rosa, que aparece na relação com vencimento de R$ 45 mil. Ele disse que não se incomodou com a lista, pois seu salário sempre esteve disponível no Portal da Transparência da Prefeitura, mas afirmou ter certeza de que a divulgação da relação tem interesses políticos. “É irreal e os servidores estão sofrendo piadinhas. O 13º está junto ali e não estão especificadas as deduções. O quanto eu ganho é público”, comentou, lembrando que também tem parte do salário descontado pela remuneração inicial acima do teto, que é o montante recebido pelo prefeito. “Esse tipo de fake news não me incomoda. O que me preocupa são os postos de saúde sem remédios, os fornecedores recebendo atrasado e os salários do funcionalismo sendo quitados no último dia, que é dentro da lei, mas que está causando desconfiança nos servidores”, argumentou.

SINDICATO ESTRANHA

Procurado pela coluna, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Venâncio Aires, João Batista Gomes, declarou que “a divulgação dos salários do funcionalismo não é nenhuma surpresa, pois os valores são públicos e podem ser buscado por qualquer cidadão no Portal da Transparência”. No entanto, de acordo com ele, a lista divulgada com os salários brutos e 13º junto, distorce o salário mensal. “Quer saber quanto o João Batista ganha, vai num mês normal e vê. A relação distorce a realidade, se não olhar com cuidado. Férias, triênios e funções gratificadas incorporadas estão nessa conta também. Porque e quem vazou, se é que se pode chamar de vazamento, pois não é proibido saber os salários, é que nos causa estranheza. Com que objetivo se informa isso no fim do ano? Como chegou e com que interesse?”, questionou ele, para em seguida concluir: “Como se servidores fossem culpados pelas mazelas e má gestão das contas públicas”.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome