Revisão primeiros socorros – Parte V

á se escreveu bastante sobre o atendimento preliminar dos acidentados. Vejamos agora alguns casos mais específicos. Comecemos pelos problemas causados pela entrada de corpos estranhos em aberturas naturais do corpo humano. Ao longo dos meus 28 anos de atuação em serviços de emergência, tive a oportunidade de ver as mais variadas aberrações em matéria de acidentes com corpos estranhos.

Algumas pessoas, tanto adultas como crianças, tem a mania de enfiar coisas em aberturas naturais do corpo. Assim, pode-se ver desde grãos ou frutas no nariz, insetos no ouvido, prótese dentária (chapa) entalado no esôfago, até lápis na bexiga ou garrafa de coca-cola na vagina ou no ânus. O ser humano já é complicado por natureza e apesar disto, muitas vezes de forma até voluntária, cria mais complicações.

A entrada de insetos nos ouvidos, ou mesmo a retenção de materiais para limpeza do canal auditivo é relativamente comum. Sempre são válidas as tentativas de matar estes insetos com gotas para ouvidos ou mesmo óleo mineral ou água oxigenada e, uma vez mortos, tentar lavar o conduto auditivo com água. De qualquer forma, deve-se sempre consultar um médico, assim que possível.

A presença de um corpo estranho nos olhos, principalmente na córnea, deve ser tratado com muito cuidado, pois a retirada inadequada de um fragmento metálico da córnea pode provocar um vazamento no globo ocular, com a consequente perda do mesmo. O importante é nunca esfregar os olhos, não tentar remover um corpo estranho encravado nos olhos, manter as pálpebras fechados para permitir que as lágrimas possam lavar a área e eventualmente ajudem a remover o corpo estranho. Se mesmo assim a situação persistir, deve-se procurar logo um serviço médico de urgência, para um atendimento adequado.

Corpos estranhos no nariz, principalmente sementes, pedras ou outros materiais sujos, devem ser imediatamente removidos, pois podem levar a infecção respiratória ou outras complicações. Se a tentativa de sua remoção com manobras como, fechar a narina contra lateral e assuar o nariz com força, não forem satisfatórias, deve-se logo procurar atendimento em um serviço médico de urgências.

A presença de alimentos ou outros objetos presos na garganta, no esôfago e principalmente na via respiratória, podem causar importantes complicações com risco de vida. O importante é identificar o quadro o mais rápido possível e procurar recurso médico.

Ferimentos com penetração de corpos estranhos através da pele, como espinhos, pregos, vidros ou outros, são acidentes bastante comuns. Sempre há risco de contaminação pelo bacilo do tétano e as medidas de prevenção devem ser prontamente adotadas sob orientação médica. Um corpo estranho profundo sempre deve ser retirado pelo médico, pois a sua remoção intempestiva pode causar sangramentos incontroláveis.

A introdução de corpos estranhos no reto ou na vagina não é tão incomum. Sempre existe o risco de consequências desastrosas para o paciente, podendo chegar até ao risco de vida. Nestes casos a avaliação médica é prioritária.

Bem, em todos estes casos também vale a dica: tente dar o primeiro atendimento até onde vai o seu conhecimento de primeiros socorros. Sempre que houver dúvidas, leve o doente para o hospital.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome