Homenagem para Volnei Alves Corrêa

A vereadora Sandra Wagner (PSB) está propondo uma Moção de Aplauso para Volnei Alves Correa, pelos relevantes serviços prestados às nascentes do arroio Castelhano. A votação deve acontecer nesta segunda e deve ter aprovação unânime, com louvor. É uma merecida homenagem, à qual eu, e todos os Venâncio-airenses, nos associamos.

Volnei receberá Moção de Aplauso da Câmara de Vereadores, proposto pela vereadora Sandra Wagner (PSB).
(Foto Juliana Bencke/Arquivo Folha do Mate)

Já contei – escrevi – várias vezes que Volnei despertou Venâncio para a preservação de nascentes do arroio Castelhano. Professor universitário e administrador aposentado, ele se mudou de Porto Alegre para Venâncio, de onde é sua esposa Rosângela Wenndorf Corrêa. Em 2016 ele me fez uma visita para fazer um pedido. Queria entregar aos então candidatos a prefeito, no debate aqui na Folha do Mate, um termo de compromisso de que quem fosse eleito criar ações de preservação das nascentes do arroio e ações ambientais. Assinaram os quatro candidatos, Cesar Schumacher (PT), Giovane Wickert (PSB), Jarbas da Rosa (PDT) e Vinícius Medeiros (PSDB). Giovane foi eleito, e criou, em 2018, o Comitê das Nascentes do Castelhano, arroio de onde a Corsan capta água para tratar e abastecer a cidade. Foi iniciada uma parceria da Prefeitura com o Rotary Chimarrão, ao qual pertence Volnei, o Rotary Venâncio, Emater e Corsan, para identificar e recuperar nascentes. Foram identificadas mais de 300. Foi iniciado então o projeto de recuperação, que está sendo seguido pelo atual prefeito Jarbas, que também tinha assinado aquele documento de compromisso em 2016. Já são quase 30 nascentes recuperadas e o projeto começa a acelerar, com a adesão de empresas com recursos, material e mão de obra para o trabalho. A vereadora Sandra destinou, em 2021, uma emenda impositiva de R$ 26 mil para recuperar nascentes.
A Folha do Mate criou em 2021 o “Projeto Nascentes: Nossa água, nosso futuro”, com suplemento mensal que mostra as ações do Comitê e incentiva a educação ambiental nas escolas e a conscientização na comunidade, como forma de impulsionar esta obra ambiental de imenso valor, pela qual temos muito a agradecer à Volnei Alves Corrêa, que trouxe para Venâncio esta visão ampliada de preservação.

Wilmuth Bergmann foi homenageado na
Convenção do PP que confirmou Heinze

O Progressistas (PP) realizou no sábado, 30, sua convenção na Assembleia Legislativa para confirmar seus candidatos para a eleição de 2 de outubro. A chapa pura terá o senador Luiz Carlos Heinze candidato a governador, a vereadora de Porto Alegre Tanise Sabino como vice e a também vereadora de Porto Alegre Nádia Gerhardt para o Senado, além de 53 nomes para deputado estadual e 31 para deputado federal.
Durante a convenção o PP fez homenagens para lideranças históricas, como o ex-governador Jair Soares. E o ex-vereador de Venâncio, Wilmuth Bergmann, que completa 96 anos dia 13 de setembro, também foi homenageado. Wilmuth não pode se fazer presente e foi representado pelo filho Donato Bergamnn, que é gerente aposentado da Corsan e atuou muitos em Venâncio.

Donato recebeu a homenagem ao pai, Wilmuth, das mãos de Celso Bernardi (d) e Luiz Carlos Heinze (e). Foto: Divulgação
Os números dos 11 mandatos de vereador de Wilmuth Bergmann

“O seu trabalho é conhecido e reconhecido pela sociedade, sendo motivo de orgulho para o Progressistas que, por justiça, lhe entrega a medalha “Mérito Progressistas”, dizia o convite para o evento, encaminhado pelo presidente do PP, Celso Bernardi, para Wilmuth Bergmann.
Donato se disse orgulhoso em receber a homenagem pelo pai, que teve 11 mandatos consecutivos de vereador em Venâncio (box acima). Donato quer mobilizar a militância do PP em Venâncio para a campanha por Heinze governador e Bolsonaro presidente.

Filho do vereador histórico, Donato quer mobilizar o PP em Venâncio na campanha por Heinze para governador e Bolsonaro para Presidente. Foto: Divulgação

Lei desigual

No painel Gente & Negócios, que foi realizado na semana que passou, aqui na Folha e Terra FM, o tema foi diversificação e sucessão nas propriedades rurais. E uma painelista, Mônica Moraes, vice-presidente da Cooperativa de Produtores Rurais (Cooprova), com a concordância do chefe do escritório da Emater, Vicente Fin, disse que Venâncio enfrenta muitas dificuldades com as autoridades sanitárias – vigilância e inspetaria -, para desenvolver agroindústrias, um setor onde o município já foi referência estadual na década passada. “A lei é igual em todos os municípios, mas em Venâncio é muito mais difícil instalar ou manter uma agroindústria do que em qualquer outro município do RS’, disse Mônica em tom de desabafo, tristeza e decepção.
Fiquei estarrecido. As autoridades sanitárias barrando o crescimento do município? Se a lei é igual para todos porque em Venâncio as dificuldades são maiores do que nos outros municípios? É assunto que a comunidade precisa tomar conhecimento e buscar respostas. Prefeito Jarbas da Rosa, presidente da Câmara de Vereadores Benildo Soares e demais vereadores, presidentes do Sindicato Rural (SR) Ornélio Sausen, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) Claudio Fengler, é preciso se mexer em defesa das agroindústrias.

Mais milho

No mesmo painel, Cesar Wilssmann, vice-presidente da Cooperativa Languiru, de Teutônia, que tem um Agrocenter com posto de recebimento de grãos aqui na RSC- 287, disse que Venâncio foi o município onde a Languiru mais comprou milho na safra passada no RS.
Lembrei então do painel de 2021, sobre cooperativismo, quando esteve aqui o presidente da Languiru, Dirceu Bayer. Ele disse que cada grão de milho que fosse produzido aqui a Cooperativa compraria. A Languiru ainda compra 60% do milho no centro-oeste para atender as suas necessidades com os produtores integrados de aves, revelou Cesar. E o custo do transporte encarece este milho.
Cesar revelou outra informação relevante: que a Languiru está fazendo parcerias com empresas tabacaleiras para atuar de forma conjunta com os produtores integrados de tabaco para plantar milho na resteva do tabaco, com assistência técnica e garantia de compra, como funciona com o tabaco.
A informação me fez lembrar de novembro de 2018, quando lançamos a edição da revista Perfil Socioeconômico, no quinto andar da Alliance One. Convidei representante da Languiru, com o então prefeito Giovane Wickert (PSB), que tratava da instalação da cooperativa em Venâncio para dezembro daquele ano. Foi ao evento o então coordenador de Comunicação e Cooperativismo, Alexandre Schneider. Quando saudei a vinda da Languiru para Venâncio, citei que a cooperativa consome muito milho e que Venâncio Aires era um dos quatro maiores produtores de milho do RS. Que isso poderia dar bom negócio. E deu. Constatações assim me realizam, poder usar a força da comunicação para induzir desenvolvimento.

Valor agrícola

O mapa do Valor Bruto de Produção Agropecuária (VBPA) mostra que o tabaco rendeu R$ 177 milhões aos produtores em 2021 (42,96% do total de rendimento agrícola de Venâncio). Em 2022, até junho, o tabaco já rendeu R$ 263 milhões. São 48% a mais do que no ano anterior, em valor para os produtores. Prova dos bons preços pagos nesta safra. Aves com R$ 40 milhões até junho é o segundo segmento de maior valor pago aos produtores e suínos o terceiro com R$ 20 milhões. O VBPA total em 2021 foi recorde de R$ 413 milhões em Venâncio. Em 2022 este valor, até junho, já é de R$ 390 milhões. A projeção da secretaria estadual da Fazenda é de alcançar R$ 572 milhões. Bom para todos.

Menos ICMS

Saiu nesta semana o índice provisório de ICMS dos municípios para 2023, calculado pela média do Valor Adicionado Fiscal (VAF) de 2020 e 2021. Venâncio, que teve crescimento de 14% no ICMS em 2022, terá queda de 11,3% em 2023. O município era 27º maior ICMS do RS e vai baixar para 31º.
Santa Cruz terá queda de 12,4% e cai de 7º para 11º. A queda do ICMS nos dois municípios tem a ver com os estoques de tabaco que não foram embarcados em 2021, durante a pandemia, confirma a secretária municipal da Fazenda, Fabiana Keller e o prefeito Jarbas da Rosa..
Lajeado, que não produz nem industrializa tabaco, cresce 3,4% para 2023 e se mantem como 25º maior ICMS no RS.

Campanhas

Os ex-prefeitos Airton Artus (PDT) e Giovane Wickert (PSB) anunciaram nesta semana as datas do lançamento oficial das suas campanhas para deputado estadual.
Airton anunciou na quarta, 3, para o dia 21 de agosto, um domingo, às 10h30min, no Piquete Machry, onde vai ter almoço por adesão, com cartões a R$ 15.
Giovane anunciou na quinta, 4, para o dia 19 de agosto, sexta, às 20h, também no Machry. Wickert fará o lançamento em dobradinha com Heitor Schuch (PSB), deputado federal que vai à reeleição.

Do Twitter

  • Gazeta do Povo: Câmara dos Deputados aprova projeto que acaba com saídas temporárias de presos
  • O Globo: Janones abandona candidatura e declara apoio a Lula.
  • Folha S. Paulo: Bolsonaro apresenta 7 ações contra Lula no TSE e acusa petista de ‘discurso de ódio’
  • UOL: Globo confirma presença de Bolsonaro no Jornal Nacional, após dizer que ele não iria.
  • Leandro Ruschel: Globo entrevistou Lula e Dilma na residência oficial, quando eles concorreram à presidência. Se nega a fazer o mesmo com Bolsonaro, agora. A cada dia, eles deixam mais claro que operam com todas as suas forças para colocar o ex-preso na presidência.
  • Bolsonaro: Soube que o PT agora reza o Pai Nosso e usa bandeiras do Brasil em seus eventos. É um bom começo. Só falta parar de defender aborto, drogas, ideologia de gênero, desencarceramento, controle da mídia/internet, ladrões de celular, financiamento de ditaduras e diálogos cabulosos.
  • Cristian Deves: Saidinha para disputar a eleição a Presidente da República também deveria ser proibido

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques